Menopausa precoce – com que idade isso vem?

Menopausa precoce – com que idade isso vem?

A menopausa precoce (até 45 anos) é, infelizmente, uma realidade. Como reconhecer e o que fazer?

As causas da menopausa precoce estão no esgotamento prematuro do aparelho folicular ovariano – ou na completa ausência desses apêndices, que desempenham a função de produzir hormônios sexuais. Uma diminuição constante no nível desses hormônios afeta negativamente o estado funcional de todo o organismo:

aparência (pele, cabelo, unhas);

psique (distúrbios do sono, depressão, medo constante);

artérias;

músculos;

sistema musculoesquelético (distúrbios de postura, risco aumentado de fraturas).

Mas, acima de tudo, o envelhecimento hormonal afeta o sistema reprodutor de uma mulher.

Os sinais da menopausa precoce são idênticos às suas manifestações na idade adulta. No entanto, em mulheres jovens, o corpo percebe as mudanças climatéricas de forma muito mais agressiva, pois o próprio fato de sua aparência não é natural para a idade.

Portanto, os principais sintomas da menopausa precoce são pronunciados:

a cessação completa da menstruação (amenorreia) pode ocorrer muito rapidamente;

o aparecimento de reações alérgicas graves é possível, mesmo que não haja nenhuma alergia na história;

ondas de calor e suores noturnos são considerados debilitantes;

há dores no coração, taquicardia, desenvolvimento de hipertensão arterial.

O tratamento da menopausa precoce é direcionado principalmente à terapia de reposição hormonal . Mas muitos pacientes jovens acham difícil. E para alguns é totalmente contra-indicado (hepatite aguda, sangramento uterino de etiologia desconhecida, tromboembolismo, câncer endometrial). A aparente desesperança da situação também é assustadora, o jovem organismo plantado em hormônios tem medo do futuro. Portanto, a seleção estritamente individual da dose e forma de dosagem da droga que contém o hormônio é tão vital .

Quando a menopausa começa: menopausa precoce e prematura

Saiba mais em: Realivie

Freqüentemente, as mulheres enfrentam esse problema na idade de 45-50. Embora esses números sejam bastante arbitrários . Aos 30 anos, o corpo da menina está no auge de suas capacidades biológicas. O desejo sexual (libido) atinge seu pico. Uma menina ou uma jovem está experimentando um florescimento da feminilidade e da sexualidade.

Infelizmente, a doença não pergunta se você está pronto para sua chegada. E quando a menopausa começa aos 30-35 anos – é real. Em tal situação, fala-se de síndrome de depleção ovariana (falência ovariana prematura). Isso significa que, devido a algumas circunstâncias, o suprimento de folículos nos ovários acabou e, portanto, o nível de hormônios produzidos por eles diminui constantemente até que os hormônios parem completamente de ser produzidos.

A idade da menopausa nas mulheres não tem limites claros. Mesmo aos 40, ele pode ultrapassar uma mulher e ainda será considerado prematuro.

Quando a menopausa ocorre em uma idade precoce, a primeira coisa a observar é uma mudança na natureza da menstruação. O primeiro sinal de alarme é quando os ciclos regulares começam a ser intercalados com atrasos (de vários dias a vários meses) ou sangramento entre os períodos. O volume do fluxo menstrual é reduzido significativamente.

Menopausa prematura – causas, diagnóstico, tratamento

Quando chega a idade da menopausa nas mulheres ? Foi aos 45 anos, quando a mulher, via de regra, já realizou seu potencial matrimonial. Este é o momento mais natural para esse período. Se a menopausa ocorrer após os 45, ela não será mais considerada precoce.

Os sintomas da menopausa na idade sempre significam o início do enfraquecimento da fertilidade do corpo feminino. A menopausa precoce em mulheres com menos de quarenta anos, em alguns casos, não significa amenorréia permanente e incapacidade de ovular. E se houver a menor esperança de melhora, você deve sempre dar uma chance.

Para um diagnóstico correto, não são os sintomas da menopausa prematura, incluindo amenorréia, ou mesmo um ultrassom dos órgãos pélvicos , mas os exames de sangue para verificar os níveis hormonais que são críticos. Estes são os hormônios folículo-estimulantes (FSH, folitropina), bem como o estradiol (o tipo mais ativo de hormônio estrogênico). Com as mudanças climatéricas, o nível do primeiro aumenta significativamente – o segundo, ao contrário, diminui drasticamente.

As causas da menopausa precoce são variadas

Freqüentemente, eles afetam o corpo em um complexo, embora um específico domine :

histerectomia (remoção cirúrgica do útero, geralmente junto com os ovários);

o desenvolvimento de doenças autoimunes no contexto de doenças endócrinas (diabetes mellitus, doenças da tireóide, artrite reumatóide);

predisposição hereditária à menopausa precoce;

quimioterapia, história recente de radioterapia;

aborto;

usando contracepção hormonal;

abuso de álcool e tabaco;

sobretensão de estresse severo;

falta de sono crônica;

falta aguda e prolongada de alimentos proteicos na dieta;

ambiente ecológico prejudicial.

O tratamento para a menopausa precoce não se limita apenas à terapia hormonal. Deve ser realizado de maneira abrangente. E seus componentes às vezes funcionam não como terapia de base, mas como medidas terapêuticas independentes :

apiterapia (tratamento com produtos médicos);

fitoterapia;

comer alimentos ricos em antioxidantes;

tomar suplementos vitamínicos complexos;

atividade física viável, endurecimento, natação.

Menopausa aos 40 anos, e até antes disso, não é uma sentença de morte. Os ginecologistas do centro médico da ON Clinic estão cientes de sua responsabilidade pela saúde e pela vida de pacientes jovens para quem o diagnóstico de menopausa precoce parece um raio do nada. Tendo selecionado cuidadosamente um esquema individual de tratamento complexo, eles tentarão devolver a esperança de felicidade feminina às meninas e jovens.