Quem não deve usar óleo de coco?

Embora pesquisas mostrem que o óleo de coco pode beneficiar a saúde da pele, aplicá-lo na pele pode não ser ideal para todos.

Por exemplo, quem tem pele oleosa pode evitar isso, pois isso pode bloquear os poros e causar cravos.

Como acontece com a maioria das coisas, a tentativa e erro pode ser a melhor abordagem para determinar se o óleo de coco funciona para você.

Além disso, se você tem pele sensível, use uma pequena quantidade ou tente aplicá-la apenas em uma pequena seção da pele para se certificar de que não causa irritação ou bloqueio dos poros.

No entanto, comer e cozinhar com óleo de coco geralmente não é um problema para a maioria das pessoas.

Dito isso, se você tem pele oleosa ou altamente sensível, considere adicionar óleo de coco à sua dieta para aproveitar seus benefícios.

RESUMO:O óleo de coco pode obstruir os poros. Usar uma pequena quantidade e testar lentamente sua tolerância é recomendado para pessoas com pele oleosa ou sensível.

Que tipo de óleo de coco é melhor?

O óleo de coco pode ser produzido por processamento a seco ou úmido.

O processamento a seco envolve a secagem da carne do coco para criar grãos, pressionando-os para extrair o óleo e, em seguida, o branqueamento e desodorização.

Este processo forma óleo de coco refinado, que tem um aroma mais neutro e maior ponto de fumaça (27Fonte confiável)

No processamento úmido, o óleo de coco é obtido da carne de coco crua – em vez de seca – para criar o óleo de coco virgem. Isso ajuda a reter o cheiro de coco e resulta em um ponto de fumaça mais baixo (27Fonte confiável)

Embora o óleo de coco refinado possa ser mais adequado para cozinhar em altas temperaturas, o óleo de coco virgem é a melhor escolha em termos de saúde da pele.

Não apenas a maior parte da pesquisa existente enfoca especificamente os efeitos do óleo de coco virgem, mas também há evidências de que ele pode ter adicionado benefícios à saúde.

Um estudo com animais de 2009 descobriu que o óleo de coco virgem melhorou o status antioxidante e aumentou a capacidade de neutralizar os radicais livres causadores de doenças, em comparação com o óleo de coco refinado (28Fonte confiável)

Outro estudo em tubo de ensaio mostrou que o óleo de coco virgem tem uma quantidade maior de antioxidantes que reduzem a inflamação, bem como uma capacidade melhorada de combater os radicais livres, em comparação com o óleo de coco refinado (27Fonte confiável)

Os resultados desses dois estudos indicam que o óleo de coco virgem pode ser mais eficaz do que o óleo de coco refinado na prevenção da oxidação e na neutralização dos radicais livres, que podem danificar as células e causar inflamação e doenças.

RESUMO:O óleo de coco virgem pode ser uma escolha melhor do que o óleo de coco refinado, uma vez que fornece benefícios adicionais à saúde, como melhor estado antioxidante.

Embora os benefícios de comer óleo de coco para a saúde sejam bem estudados, a pesquisa sobre seus efeitos na pele se limita principalmente a estudos em animais ou em tubos de ensaio.

Leia mais dicas de beleza em: https://nycomed.com.br/

No entanto, o óleo de coco pode estar relacionado a alguns benefícios potenciais para a pele, incluindo redução da inflamação, manutenção da pele hidratada e ajuda na cicatrização de feridas.

Os ácidos graxos de cadeia média encontrados no óleo de coco também possuem propriedades antimicrobianas que podem ajudar a tratar a acne e proteger a pele de bactérias nocivas.

Se você tem pele oleosa ou muito sensível, comece devagar para avaliar sua tolerância e consulte um dermatologista se tiver alguma dúvida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *